Sorteio.Banner

Cineminha para o fim de semana Imprimir E-mail
especiais
Escrito por Tabatha Antonaglia   
Sex, 12 de Fevereiro de 2016 15:39

Deadpool 3

*Divulgação 

Deadpool nos cinemas

Com o fim de semana chegando, está na hora de pensar no que fazer! Como um bom filme nunca é demais, a dica é assistir Deadpool, que chegou aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 11 de fevereiro. Para entrar no clima e ter uma ideia do que se trata o longa, que contou com grande marketing e publicidade ao seu redor, o Diálogos da Moda chamou o jornalista parceiro P. H. Capparelli para fazer sua crítica da história de mais um personagem da Marvel.

Deadpool 2

*Divulgação 

Depois de Capitão América, Homem de Ferro, Thor e companhia, agora chegou a vez do Mercenário Tagarela da Marvel brilhar nas telonas. Digo brilhar, pois o primeiro filme solo do Deadpool, personagem conhecido pelo seu jeito fanfarrão, não só diverte aos montes, mas também se apresenta como uma das melhores adaptações de histórias em quadrinhos dos últimos anos.

Tudo porque o filme dirigido por Tim Miller traz muita ação e coloca o anti-herói bem ao seu estilo: brincalhão e forte no combate contra os inimigos. Neste quesito, vale destacar as cenas de lutas envolvendo o protagonista, que são muito bem coreografadas e colocadas em momentos importantes da trama.

Além disso, o figurino do Mercenário vale destaque, afinal de contas, consegue ter um visual moderno e bem fiel ao dos quadrinhos. Os fãs de Deadpool finalmente podem esquecer aquela péssima imagem de Ryan Reynolds em “X-Men Origens: Wolverine”, que não trouxe nenhuma das características bacanas do personagem.

Agora, Reynolds traz uma atuação dedicada e mostra como Deadpool deve ser retratado: um sujeito sem papas na língua, vulgar, violento e totalmente imprevisível.

Na história, o mercenário Wade Wilson (Reynolds) descobre que tem câncer terminal e tenta achar uma cura para a doença ao entrar para um projeto misterioso. Quando descobre que seu rosto ficou todo deformado, ele se transforma em uma espécie de anti-herói e vai atrás dos criminosos que lhe causaram essa nova dor.

Outro ponto positivo do filme é a interatividade entre o protagonista e o espectador. Uma das principais características do Deadpool, essa “conversa” que ele tem com o público é muito bem feita no longa e é colocada em pontos importantes da trama, com colocações pertinentes e engraçadas.

Para quem não conhece tanto a história do personagem, talvez fique um pouco confuso com as tiradas do Mercenário Tagarela, afinal de contas, elas são bem específicas. No entanto, isso não compromete o entendimento do filme e muito menos a diversão. Por essas e outras razões, afirmo que assistir Deadpool é ótima opção para qualquer dia da semana.

 

P. H. Capparelli

 

Adicionar comentário






Código de segurança
Atualizar


expediente

Tabatha03

Jornalista responsável pelo Diálogos da Moda: Tabatha Moral Antonaglia

Leia mais...

modelo-dialogos

Diálogos da Moda - Todos os direitos resevados - Copyright 2012 © - Desenvolvido por Bruno Natal